Translate »
  • English
  • French
  • German
  • Italian

Gerenciamento de Ativos e Softwares

dep_mat1Você tem problemas com a gestão de ativos e backup de automação?


Você já ouviu ou perguntou: “Onde está salvo aquele arquivo mesmo?”

 

 

mat_dep2

Certamente a maioria dos leitores, sejam eles de projeto e /ou manutenção, responderam sim! E quais foram as justificativas?

Estava salvo no notebook do “Fulano”, que esta com o HD danificado…

Não sei, não fui eu que fiz…

Esta aqui, mas não deve ser a ultima versão…

Pensando nisso, e nessas situações cotidianas em fábricas e escritórios de projeto, resolvemos compartilhar esse breve conteúdo que, aplicado recentemente em duas soluções da DÉPLACER, resolveu os problemas de gestão de backups.

Mas o que é um ativo?

mat_dep5

Descrição da necessidade e dificuldade do cliente:

Os programas, documentação de máquinas e sistemas de automação, normalmente são geridos pelas equipes de manutenção. Essas equipes atuantes nas rotinas do chão de fábrica, ligadas a manutenções preventiva ou corretiva e dentre tantas outras atividades particulares a cada segmento de negocio, muitas vezes se esquecem de uma regra básica e aparentemente simples, fazer o controle das alterações e versões do software de automação, documentos de processos e máquinas da fábrica. O simples não é tão simples assim, os motivos pelos quais este controle não é feito são diversos, e estão relacionados a temas mais complexos e variados, como uma grande quantidade de equipamentos, marcas e tecnologias diversas, base centralizada de consultas e arquivamento, padrão de nomes, controle de acessos, procedimentos e por aí vai.

 

Versões de software, que podem estar atualizadas ou não (normalmente instaladas no notebook da manutenção), serão utilizadas em casos onde, por exemplo, houver a necessidade de troca de um controlador queimado (CLP), ou em casos mais simples, após um ajuste de tempo de um software não comentado, e que sempre vai aumentar a complexidade e o tempo de manutenção posterior.

Outro risco é com o próprio hardware destas maquinas. Como normalmente os programas são mantidos nos notebooks e computadores da manutenção, um problema físico em uma delas como o dano em um HD, por exemplo, pode representar uma importante perda de informações se os devidos cuidados com os backups não tiverem sido tomados.

 

O que foi proposto mediante as análises de campo, perfil do cliente, necessidades e dificuldades apresentadas:

Uma solução completa e abrangente, focada na base instalada do cliente para a gestão automática de backups, mudanças, versões de software e recuperação de todo ativo vital para restabelecimento de processos e operações em caso de desastres.

As vantagens da aplicação dos sistemas de gestão automática foram:
mat_dep4

  • Segurança da informação. Os dados são gerenciados pelos servidores que podem ter redundância de disco em bancos de dados adequados para o fim;

 

  • Gestão das alterações de software. Quem mudou e o que mudou;

 

  • Relatórios gerenciais customizáveis (Change Management – GE);

 

  • Relatórios gerenciais (Asset Centre – Rockwell);

 

  • Gestão de versões de software. Sempre que é detectada uma alteração, o sistema guarda a versão anterior e gera uma nova indicando (para os gestores da ferramenta) qual foi à alteração realizada.

 

  • Acesso controlado as aplicações de automação.

 

  • Controles de ativos e gestão de calibração de instrumentação (Field-Care – Asset Centre-Rockwell).

Dificuldades na implantação e solução para elas:

A principal dificuldade nesse projeto se dá em função do levantamento de softwares existentes e suas versões (Versão inicial). Muitas vezes as alterações frequentes em campo levam ao desconhecimento das versões originais em operação. É preciso um levantamento minucioso dos softwares em execução, das ferramentas necessárias para acesso aos mesmos, tomando-se especial cuidado com as versões de tais ferramentas. Após esse trabalho pode-se então produzir uma imagem de máquina cliente ideal para acessar os dados e software existentes.

Outro fator relevante é o humano. Como qualquer ferramenta de software que se aplique para apoio e gestão, o empenho e correto seguimento das regras e culturas de uso, se faz necessário pelos responsáveis da operação e gestão da ferramenta.

Sempre devem ser consideradas as condições de comunicação no campo, já que a solução de gerenciamento automático depende inevitavelmente de meio físico e determinados protocolos de comunicação.

Estamos em meio a um terceiro fornecimento com desafios bem maiores que os anteriores, pois está sendo implantado em fábricas antigas. Mas vamos compartilhar este novo caso em outra oportunidade, já que a complexidade em função do hardware é bem maior.

A solução completa envolveu diversos serviços de nosso portfólio:

Nossa cultura é a de resolver problemas e neste caso fornecemos não só o sistema de gerenciamento, mas tudo o que foi necessário para que ele funcionasse plenamente:

Rack concentrador rede industrial:  

mat_dep6Equipamentos

  • Servidores;
  • Racks e redes óptica e metálica;
  • Sistemas de backups redundantes;

Softwares:

  • Asset Centre (Rockwell Automation) ou Proficy Change Management (GE);
  • Sistemas operacionais para os servidores e para as máquinas de manutenção;
  • Máquinas virtuais;

Serviços:

  • Inventário de sistemas de automação;
  • Montagem industrial;
  • Redes industriais;
  • Instalação e configuração dos servidores de ativos e bancos de dados;
  • Instalação e configuração de ferramentas agentes;
  • Instalação e configuração dos clientes (notebook);
  • Definições de hierarquia, usuários e grupos de usuários;
  • Criação ou customização de relatórios gerenciais;
  • Virtualização de servidores, agentes e clientes que se façam necessários;
  • Treinamentos;

Posto isso, a questão durante uma parada por falha é:

E se a fábrica parar por algum tempo, e a versão carregada no controlador no momento em que a fábrica deveria voltar a produzir, não for a ultima versão que operava? O que pode acontecer? Pode haver situações de risco como uma explosão? Uma contaminação em um alimento? Um acidente fatal? Mais algumas horas de produção parada? 

 

Esperamos que até hoje, tenha tido sorte, e que o desdobramento das situações acima, não tenha feito a sua empresa virar notícia de Jornal.

 

Fornecimentos similares a este implantados pela DÉPLACER:

Sistema de Gerenciamento de Mudanças de Software para toda a cervejaria, utilizando ferramenta Asset Centre da Rockwell com hardware da Siemens.

Sistema de Gerenciamento de Mudanças de Software para toda a cervejaria, utilizando ferramenta Change Management da GE Intelinget Plataforms com hardware da Rockwell.

Mercado alvo para a solução:

Indústrias com grande quantidade de equipamentos de automação e principalmente com processos críticos, onde não pode haver falha no carregamento, alteração de lógicas e recuperação de desastres para garantir a operação ou a segurança humana e patrimonial.

Redes Sociais

Facebook

Ir ao Topo